Como começar um trabalho voluntário?

O trabalho voluntário é visto como algo bom por praticamente todas as pessoas, de todas as classes sociais, crenças, porém a prática não é algo tão comum quanto se espera.

Normalmente, pessoas que não conhecem ONGs ou projetos sociais procuram esse tipo de trabalho, quando tomam conhecimento de alguma ação específica, quando querem se sentir mais úteis e também quando querem fazer algo em prol da sociedade, mas o voluntariado nos proporciona momentos de paz e amor, o que faz um bem enorme para nós mesmos.

 Acredito que não importa os motivos que te levem a procurar esse tipo de ação e sim que se você fizer você estará ajudando alguém, isso é inegável.

É interessante pensar que o trabalho voluntário, assim como muitos projetos em nossas vidas, você precisa acreditar, caso contrário você se desmotiva.

Sabe aquelas promessas que insistimos em fazer, como começar uma atividade física, não chegar atrasada, mas que não levamos para frente por comodismo ou porque às vezes não temos uma real intenção de realmente começar aquela nova atividade, assim é o trabalho voluntário, se você não acreditar e tiver real intenção, você se desmotiva.

Para você que quer começar um trabalho voluntário e que tem interesse em começar essa linda jornada, separamos alguns pontos importantes e que podem te ajudar nessa caminhada tão incrível e tão do bem:

1 – Procure uma causa na qual acredite

Acreditamos na transformação social, mas sabemos que ela ainda está engatinhando, então temos muito que ajudar nesse mundo, desde combate a pobreza, até a inclusão digital.

Quando escolhemos uma causa específica, a probabilidade de nós engajarmos é maior, pois acreditamos que ela vá realmente fazer diferença e gerar resultados.

Escolha sua causa, esse é o primeiro passo.

2 – Quais são seus talentos? E habilidades?

Pare uns minutos com você mesmo e comece a anotar o que você poderia oferecer para o mundo, o que você gosta de fazer e o que você faz com facilidade.

Ao invés de procurar qualquer vaga que seja em um trabalho voluntário, você pode oferecer seu conhecimento para algum projeto social, assim você terá mais facilidade e ainda ajudará a causa que você escolheu a ficar mais fortalecida.

3 – Procure um projeto

Para facilitar sua busca, sugerimos o acesso no site da Atados, lá você pode procurar por ONG ou no caso, pela causa na qual você quer ajudar.
Mesmo que você tenha achado uma ONG, mas os trabalhos disponíveis não tenha haver com o que você decidiu fazer, entre em contato com eles e ofereça seu trabalho.

Algo que eu noto é que os voluntários gostam de ver os resultados de suas ações, quem não gosta, NE? Mas por isso muitos acabam não ajudando um projeto pequeno, por exemplo, pois normalmente são os grandes que oferecem apoio, material e divulgação das mudanças pelas quais estão gerando, mas que tal abrir sua mente para ajudar aqueles projetos e ações perto da sua casa?

Não que as ONGs maiores não precisem de ajuda, mas elas tem mais condições de chegar a mais pessoas, enquanto projetos menores ainda não tem tanta visibilidade.

Caso você saiba de alguma ação perto da sua casa, vá conheça, você pode se surpreender.

Na página do Plante Amor, estamos sempre postando sobre projetos, principalmente, os menores para que você possa conhecer, acompanhe também nossas postagens.

Achou a ONG na qual vai ajudar? Ótimo!

4 – Entre em contato com a ONG

Primeiramente, pesquise sobre a ONG para caso eles já tenham algum material, você já entenda melhor como funciona o trabalho deles.

Entre em contato, se apresente, fale do seu interesse em ajudar e agende uma visita!

5 – Leve alguém com você!

Essa não necessariamente é para todos e nem é algo obrigatório, porém quando temos amigos participando da mesma ação, isso nos motiva.
Principalmente, num primeiro momento, isso pode trazer a sensação de pertencimento na qual sempre buscamos e aí nos ajuda a relaxar e se sentir em casa mais rápido.

Nas próximas vezes, você já vai conhecer a equipe então, não precisa esperar outras pessoas. Caso você não encontre ninguém, isso não deve ser condição para que você deixe de participar.

Agora que você já sabe a causa que faz seu coração bater mais forte, já destacou suas principais habilidades, achou um projeto super legal para ajudar e chamou uma turma pra ir junto, é só colocar a mão na massa.

Texto escrito por Camila Napolitano.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s